Modelo de requisitos
Imagem 01: Modelo de requisitos 

    A tarefa de automatizar  o sistema manual de  uma empresa não é uma área fácil, para dar início a um projeto de software com qualidade. A elicitacão propriamente dita é transformar os desejos e necessidades extraídas da área de domínio em elementos abstratos para serem utilizados na construção de um software. E este geralmente é o primeiro passo do projeto de software, para assim podermos ter uma visão inicial e começo de sua possível mensura. Isso cabe ao analista de negócio ou analista de sistemas ao qual este profissional tem menos proximidade com a área de domínio e este fará uma elicitação mais generalista. Mas partindo do princípio, onde haverá a obtenção dos requisitos de sistema e sua posterior analise, fato este que será abordado em futuros postagens.

  Como o fato do analista chegar ao ambiente do cliente e ter que a partir deste fazer, observações, rascunhos, gravações, das características que ele observa no transporte e transformações dos dados entre os departamentos, "Recolher os requisitos não é tarefa fácil. O analista deve ser minucioso e detalhista e, com muita paciência, compreender as necessidades do cliente" (PADRÃO, 2014, p. 28, grifo do autor). A norma que cuida da qualidade do requisitos de software é a ISO/EC/IEEE 24765 as características dessa norma é:
  • pensar numa solução para ao problema
  • adquirir aquilo que se foi desejado
  • documentação formal da solução de software
   Dentro das técnicas de elicitação mais usadas atualmente temos:
Entrevistas individuais ou em grupo, brainstorming, Jad, etc.
   Exemplos de problemas que afetam uma boa elicitação de requisitos:
  • Problemas de comunicação
  • fatores individuais
  • resultado de generalização
  • projeção ou uma suposição
  • Defesa precipitada
  • Problemas 
  • Omissão
  • Distorção
  • Sobrecarga
  • Porém quem diria que mesmo dentro de todos  estes possíveis problemas temos a sua própria origem  uma inesperada causadora, sendo esta a própria comunicação.
  A engenharia de requisitos é a base para o projeto de software deve se entender as especificidades, a ordem de precedência dos requisitos entender as variáveis durante o desenvolvimento do software.
Engenharia de requisitos envolve uma serie de atividades tais como extrair, modelar e analisar. Tudo isso para deixar claro o que o software devera fazer com a maior qualidade possível.
No final de todo o processo teremos como resultado um documento com um modelo de requisitos.
 A importância da engenharia de requisitos:
  • Evitar atrasos
  • Custos extras devido a atrasos
  • Eliminar retrabalho
  • Reduzir erros
  • Entrega de software adequado ao domínio
  • Efeitos encontrado tardiamente
Como a elicitação parte com a origem nas pessoas seja esta, as observando ou questionando, temos algumas características que afetam boa comunicação:
  • Apatia
  • arrogância
  • incoerência
  • insegurança
  • falta de informação,
  • impaciência
  • ignorância
  • suposição. 
  • Estas são algumas das características pessoais dos indivíduos.
Dificuldade de definir as prioridades e esta deve ser facilitada pelo gerente do projeto.
  • Falta de conhecimento das reais necessidades.
  • Falta de tempo
  • falta de envolvimento
  • resistência a mudança
  • inconsistência
  • indecisões
  • necessidades implícitas
  • conflitos
  • falta de conhecimento da área de domínio
  • mudança
Requisitos não funcionais, dão suporte para que os requisitos funcionais possam operar, impondo-lhes limites operacionais
Os mecanismos permitem:
  • Analisar necessidades
  • Avaliar necessidades
  • Avaliar a viabilidade
  • Especificar claramente a solução 
  • Validar a especificação
  • Gerenciar as especificações conforme são personalizadas.

Referências
PADRÃO, L. N. . Análise e Projeto de Sistemas. 1. ed. Santa Cruz do Rio Pardo: Viena, 2014. v. 1. 225p

No comments