Top Menu

New Topics

Certificação de Sistema de Gestão Ambiental ISO 14001


ATIVIDADE AVALIATIVA INFORMATICA E MEIO AMBIENTE
Certificação de Sistema de Gestão Ambiental ISO 14001

1       Sobre a ISO 14001

Com o crescimento da preocupação da humanidade e com os possíveis danos ao meio ambiente gerados pela consumo e produção industrial de bens e serviços surgiu o interesse de se criar mecanismos de minimizar o impacto ambiental da operação da empresas. Para tanto a ISO (organização internacional sediada na Suíça que publica normas) publicou a família de normas 14000, reconhecida e aceita internacionalmente como as melhores para a gestão do impacto ambiental das empresas.
A norma 14001 em particular é um núcleo central da norma 14000 que permite a uma empresa medir e documentar seu impacto ambiental. Sua última versão foi publicada no ano de 2004, daí o nome 14001:2004.
Um dos pontos importantes da norma ISO 14001:2004 é que ela determina que a certificação de uma empresa seja realizada por um organismo independente e credenciado para tanto. Assim como a ISO 9001, a empresa se prepara, mas a certificação é feita por um órgão certificador.
Os principais requerimentos para uma certificação ISO 14001:2004 são:
  1. Estabelecer e documentar um Sistema de gestão ambiental;
  2. Estabelecer e documentar um Sistema de auditoria da gestão ambiental;
  3. Estabelecer e documentar o Objetivo ambiental;
  4. Estabelecer e documentar o Desempenho ambiental;
  5. Estabelecer e documentar a Política ambiental;
  6. Facilitar a melhoria contínua.

2       As empresas pesquisadas que possuem a Certificação são:


Electrolux
 É uma empresa do ramo dos eletrodomésticos que se preocupa com o meio ambiente contribuindo para a preservação do meio ambiente contribuindo para diminuir os impactos causados pela produção de bens para a população, neste contexto como exemplo temos a substituição do gás CFC (clorofluorcarbono) nos equipamentos de ar-condicionado por HCFC (Hidro clorofluorcarbono), que não afetam a camada de ozônio e tem pouca ação sobre o efeito estufa.

Além disso, disso tem o objetivo de estar sempre seguindo ou além da legislação vigente das preocupações ambientais, quando ela tem como base para produção de produtos que menos consumam energia elétrica, conservação de agua na redução do uso de detergente na reciclagem de materiais.
Esta empresa aplica em todas as unidades da empresa no Brasil possuem certificados concedidos pelo Sistema Ambiental (ISO 14001). Possuindo a primeira indústria de ar-condicionado em Manaus com esta certificação.

Mercedes-Benz

O Sistema de Gestão Ambiental da Mercedes-Benz busca conciliar o desenvolvimento da Empresa com a conservação do meio ambiente, monitorando e controlando os aspectos ambientais. Além disso, atende aos requisitos legais e busca promover uma melhora contínua nas atividades da Companhia, otimizando tanto os processos produtivos, quanto os administrativos e comerciais.

Integrado aos Sistemas de Qualidade; e Segurança e Saúde Ocupacional, o SGA está organizado na forma de um manual, complementado por documentos gerenciais, denominados Procedimentos, e documentos operacionais, denominados Métodos de Trabalho, Instruções de Trabalho, Instruções de Meio Ambiente e Planos de Atendimento a Emergências, entre outros. Tais documentos são acessíveis a todos os colaboradores da Mercedes-Benz do Brasil via intranet e por meio de quadros expostos em locais de trabalho.
Certificação ISO 14001:2004 e escopo do Sistema de Gestão Ambiental MBBras
Graças ao comprometimento com a conservação do meio ambiente e a eficiência de seu Sistema de Gestão Ambiental, a Mercedes-Benz do Brasil é certificada ISO 14001:2004 em três unidades no país. Para consultar o certificado da Mercedes-Benz e seu escopo do Sistema de Gestão Ambiental. 
A Mercedes-Benz do Brasil trabalha a responsabilidade ambiental sustentada nos seguintes pilares:
  1. Resíduos;
  2. Água, Ar e Solo;
  3. Conformidade legal;
  4. Eco eficiência;
  5. Divulgação e conscientização.
Brazul logística e transporte
A Brazul em suas atividades de logística e transporte de veículos em todo o território nacional, adota a gestão integrada para melhoria contínua dos processos e serviços no desempenho da qualidade, meio ambiente e saúde e segurança ocupacional, por meio de excelência e comprometimento em:
Atendimento da legislação aplicável e aos requisitos;
  1. Identificar, monitorar, avaliar e gerenciar os riscos que causam impacto ao meio ambiente, implementando estratégias e ações que promovam a melhoria contínua do seu desempenho;
  2. Minimizar a Poluição Ambiental, especialmente na prevenção dos impactos atmosféricos;
  3. Prevenir lesões e doenças ocupacionais, sobretudo ocasionadas nas atividades de transporte e logística;
  4. Sustentabilidade do Negócio, buscando o crescimento e lucratividade, promovendo a conscientização e capacitação de seus colaboradores por meio das melhores práticas.


3       Referências


Electrolux, Electrolux. Disponível em: <http://www.electrolux.com.br/global-pages/footer-menu/superior/about-us/ambiente-e-sustentabilidade/>. Acesso em 19 de novembro de 18.
Mercedes-Benz, Certificacao-iso-14001. Disponível em:<https://www.mercedes-benz.com.br/institucional/sustentabilidade/certificacao-iso-14001>. Acesso em 19 de novembro de 2018.
Brazul logística e transporte, Brazul. Disponível em:< http://www.brazul.com.br/iso_
14001.html>. Acesso em: 19 de novembro de 18.

Desvios e condicionais (if-else) - Em java

maio 12, 2020
Iremos abordar brevemente o funcionamento do controle de fluxo e aprender a otimizar sua utilização dentro da linguagem de programação Java. E são usadas em :

  • Controle de fluxo
  • Desvios
  • Laços (loops)

Para a tomada de decisões utilizamos as estruturas de seleção, que realizam o controle do fluxo nas condicionais, os comandos a serem utilizados são:

If - para tomada de decisões simples

If else - para a tomada de decisões composta.

Um software e um aglomerado de instruções que tem a finalizasse de executar determinada tarefa.

Mas muitas vezes para que seu objetivo seja alcançado e o programa possa ser inicializado com êxito e necessário que haja uma tomada de decisão em certo ponto isto é (um bloco de código para tomada de uma decisão condicional), para tal tomada usa-se as chaves} para delimitar este bloco de código.


Ex:

int a =12;

int b = 10;

If(a==b){

System.out.println("são iguais");

}


Com o if podemos comparar o relacionamento de expressões tendo sempre o resultado booleano. (true or false)verdadeiro ou falso.

Com este controle de condicional podemos controlar um laço de repetições enquanto a condicional for atendida. Mas podemos ir além, usando agrupamento de condicionais.

Para tal feio utilizamos uma avaliação de um conjunto de possíveis condições lógicas e seus possíveis desfechos.

Ex:

int a =12;

int b = 10;

If(a==b){

Sustém.out.println("são iguais");

} If eles(){}

If else() {}

Modelagem de dados - Primeiros conceitos

março 17, 2020
SQL

Modelagem de dados

Modelagem de banco de dados entidades e relacionamentos
Fonte: Autor
Ilustração de um esquema de modelagem de banco de dados

Na hora da criação dos campos das tabelas, para o desenvolvimento logico, para O’BRIEN,(2004), "um esquema é uma visão lógica geral os relacionamentos entre elementos de dados em um banco de dados" temos uma tarefa que demanda no início do processo de aprendizado um certo tempo, mas com o passar do tempo e a experiências adquiridas, ira se tornar-algo mais intuitivo e rápido.

Geralmente para obtermos o básico para um bom desenvolvimento precisamos ter a velha e boa fundamentação teórica que no início não gostamos, mas quando estamos lá na frente desenvolvendo, vem na mente “Hum! olha! Bom que vi isso antes. kkkkk “. Então começaremos pelos principais modelos de dados e dentre estes vermos suas conveniências e contras.

Pois, em pequenos bancos de dados não afetara. Mas em projetos maiores causará o desperdício de espaço em disco com a utilização errada da casta de dado ou desempenho em relação a tempo das requisições e alterações, consequência também do uso incorreto do tipo.

O bom desenvolvimento da modelagem vem a partir do acertado entendimento da área de domínio geralmente o analista ou Database Administrator, especialista em Banco de Dados, ou pela sigla em inglês DBA), não terá todo o conhecimento deste campo, porém com uma boa conversa ou o uso de ferramentas como com os stackholders podem contribuir muito, toda via partiremos para as premissas de um favorável desenvolvimento de um banco de dados utilizando a engenharia de software para o progresso do projeto.

Fase conceitual: baseia-se na análise, faremos o levantamento dos requisitos sobre área de domínio desejada e a sua posterior obtenção conceitual, esta será a forma abstrativa das entidades, seus atributos, métodos e estados, neste escopo temos a elaboração e desenvolvimento da diagramação para melhor modelagem dos dados.

Fase logica: A partir da identificação das entidades na parte logica trataremos de como elas se conectam ou se comunicam de acordo com as regras da área de domínio.

Fase física: de fato é a implementação de toda a lógica e da parte conceitual a uma tecnologia, seus prós e contras, assim podem se otimizar ou depreciar, pois, aqui depende de muitos fatores físicos e tecnológicos empregados para o desenvolvimento. A utilização de um tipo de banco de dados tais como. EX: Oracle, Mysql, Maria DB, PostgreSQL, Firebird, PostgreSQL e um sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBDs) tais como MySql workbench, oracle, phpadmin.



A tipologia dos dados

Antes de vermos algumas das mais usadas categorias de dados que compõem a estrutura precisamos ter em mente que:

Carácter — e uma unidade elementar de dados que pode ser composto símbolos independentes do tipo, que ao término ocupa um bit de gravura logica no hardware.

Campos — Espaço que são gravados os caracteres que analogamente são os atributos de uma entidade obtida da abstração da área de domínio estudada.

Arquivos — Um arquivo é um conjunto de registros que compõem os atributos de uma entidade ou objeto. Ex.: (entidade) alunos com seus (campos) altura, idade, peso.

Agora que temos um basamento da estrutura de um banco de dados, veremos a seguir as categorias de dados mais usados.


Tipo texto 

CHAR: (tamanho) : Guarda um número fixo de caracteres. Pode conter letras, números e caracteres especiais. O tamanho deve ser declarado entre parenteses. Ex: CPF char(11). Guarda ate 255 caracteres.

VARCHAR: (tamanho): ele possui as características do tipo CHAR, com diferença de que, possui a propriedade variável onde se reservar uma varchar com (11) espaços e se destes utilizarmos somente dois (02), o restante dos espaços são automaticamente deduzidos. E quando. e se for criar algum campo com mais de 255, o banco de dados converte o para TEXT.

TEXT: guarda uma String: com o tamanho máximo de 65.535 caracteres.

BLOB: e o tipo de dado medido pela quantidade de ‘bytes’, em vez de pela quantidade de caracteres, conforme a maioria. Pode salvar por imagens, por exemplo, com o máximo de 65.535 bytes de arquivo.

Tipo numérico

TINYINT: guarda número do tipo inteiro. Suporta de -128 ate 127 caracteres.

SMALLINT: guarda número do tipo inteiro. Suporta de -32768 ate 32767 caracteres.

MEDIUMINT: guarda número do tipo inteiro. Suporta de -8388608 ate 8388607 caracteres.

INT (tamanho): guarda números inteiros. Suporta de -2147483648 ate 2147483647 caracteres.

BIGINT; guarda número do tipo inteiro. Suporta de -9223372036854775808 ate 9223372036854775807 caracteres.

FLOAT: (tamanho, decimal): guarda números REAIS. O número máximo de caracteres pode ser especificado entre parenteses.

DOUBLE: (tamanho, decimal): guarda números REAIS. O número máximo de caracteres pode ser especificado entre parenteses. Deve-se especificar o tamanho inteiro e o tamanho numérico da coluna. Esse tipo armazena uma quantidade maior de número do que os campos do tipo

 DATE/TIME: Colunas de data e hora são uma grande pedra no sapato de muito desenvolvedores, pois cada SGBD e cada linguagem de programação tratam de maneiras diferentes. Tenha muito cuidado. Procure conhecer o formato que você vai utilizar no sistema. Para saber qual o formato.
Com isso concluímos uma parte dos fundamentos da modelagem, estudo, tipos conceituais da visão de modelagem, tipos de dados, porém este e´só o inicio, mais adiante continuaremos com muito mais assunto pois e imenso o campo da modelagem de dados, onde faremos este desenvolvimento em pequenos artigos que linkaremos entre si, boa leitura.

REFERÊNCIAS

O’BRIEN, James A. Sistemas de informação. São Paulo: Saraiva, 2004.

Hello Node.js - Bem vindo a arquitetura não bloqueante

dezembro 19, 2019
    O Node.js foi desenvolvido em 2009, por Rayan Dahe com uma equipe de colaboradores, sendo desenvolvida para ser uma arquitetura não bloqueante de processamento durante a utilização de I/O do servidor web, esta por sua vez vem ganhando mais espaço  no ramo das tecnologias, atualmente esta implementada em grandes sites e plataformas digitais como: Netflix, Uber.
O grande avanço trago pelo Node.js foi o fato de poder obter o máximo dos servidores no âmbito de infraestrutura de hardware (CPU, RAM) atual, assim ganhou-se potencial exponencial mantendo o e não precisando investir em onerosos upgrades.
     A sua base de desenvolvimento é na linguagem Java script onde está é sua runtime (maquina de execução ), a javascriptv8 que não depende de navegador. Com isso ganhou-se uma plena liberdade de poder usar a linguagem conhecida por muitos programadores de longa data no backend, assim podendo desenvolver aplicações de linha de comando, jogos, programas, etc.
Suas principais características são: 

  1. Escalabilidade e do fato de se usar estrutura de protocolos de baixo nível.
  2. Grande acervo de Plugins, lib em seus repositórios de código aberto.
  3. Aplicação single-thread.
  4. Uso de assincronismo nas suas chamadas.
  5. Eventos de I/O event-loop.
  6. Não bloqueante.
  7. Leveza e baixo consumo de hardware.
  8. Utilizar uma linguagem muito conhecida.
     O swu motor V8 javascript foi desenvolvido pela Google e implementado no seu browser Google Chrome, a libuv deu a esta biblioteca a características de uma linguagem de programação para desenvolvimento backend para o java script.
Ele utiliza o gerenciador de pacotes NPMC node package manager, com ele podemos gerenciar os projetos em Node.Js estes sao chamados de módulos. Todo módulo é quando desenvolvido e acompanhado com um arquivo chamado de bloco descritor (Package.jason).
Para utilizar o node.js deve se baixar o node e uma ide ou um um editor  de texto puro, mais o expresso que é  uma framework minimalista para poder trabalhar com rotas do site ou aplicação.

 
Copyright © Blog do KDS - Tutoriais, Dicas, Noticias, PHP, Java. Designed by OddThemes & VineThemes